Ocorreu um erro neste gadget

04 junho 2010

QUERO SER DESIGNER

(publicado em 04.06.10)

Por Cátia Martins

Daqui a três meses vou “trintar”. E como todo mundo sabe (sabe?), trinta é uma idade divisora de águas na vida das mulheres.

Não sei se o leitor compreendeu a importância desta data solene. Balzac escreveu um livro, Mário Prata uma crônica, Fábio André Silva Reis e Tissiana Berenguer Cavalcanti um blog (balzaquianos.com).

Nessa fase precisamos (suplicamos por...) redefinir as coisas. Reformulamos conceitos, inauguramos nosso novo modo de ver a vida. O que você vai ser depois dos trinta?

No meu caso, já decidi. Quero mais emoção. Quero ser designer.

Um designer Policial. Sabe Sherlock Holmes e sua lupa?

Quero a tarefa de resolver enigmas singulares todos os dias, verificar todas as possibilidades e viabilidade das minhas criações e criaturas. Quero aguçar meu senso de observação e aprender mais através de pesquisas investigativas sobre necessidades, usabilidades e funcionalidades de todas as engrenagens que fazem o nosso mundão girar. Quero a empreitada de coletar dados e dissecá-los com atenção, dedicação e paciência.

Um designer policial, com visão extraconjugal. Quero experimentar a visão de outras janelas. Enxergar o mundo e todas as relações que estabeleci com ele de outra forma. De várias formas. Quero ser infiel a maneira que até hoje me relacionei com tudo. Afinal de contas, sempre existe o outro lado da história, outra forma de utilizar um objeto, outras formas para uma mesma forma.

Designer policial, com visão extraconjugal e com missão Inter-espacial. Quero dominar os mundos!! Pois, se for preciso irei a marte na busca de novas soluções para a problemática do nosso planeta ou a saturno na caça de inovações que proporcionem diferenciais ao que já existe. Quero a habilidade de materializar o que não foi pensado, mas que é possível e ofertar novos modelos de negócio.

Não me repudiem, não me chamem de vira-folha, traíra ou Judas Iscariotes. Sou publicitária com muito orgulho e com muito amor pô!. Mas é mais forte do que eu. Faz parte do processo. Esse desejo de mudança, essa sede de transformação, a fome de preenchimento e essa curiosidade que não cessa. O casulo arrebentou e já era... E mesmo que daqui a 5 minutos mude de idéia, posso me permitir. E sabe por quê? Por que daqui a três meses serei a mais charmosa, serena e segura das balzaquinas. (Elementar, meu caro Watson!)


--



Cátia Martins, virginiana, 29 anos, solteira. Formada em Publicidade e Propaganda pela Ucsal e pós-graduada em Marketing pela UNIFACS. Curiosa e sempre em busca de novas experiências. @catiamartinss

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails